quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

SUPERINTENDENTE DO DNIT CALUNIOU O GOVERNO DO AMAZONAS A MANDO DE ALFREDO NASCIMENTO



O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Amazonas (Dnit-AM), Afonso Lins Jr., revelou-se leviano ao acusar o Governo do Amazonas de usar obras fantasmas para justificar a construção de terminais hidroviários no interior do Estado.
Afondo Lins Jr. foi candidato a deputado
estadual em 2010, pelo PR, partido do
qual Alfredo Nascimento é presidente
Por que leviano? Porque ele acusou e depois se retratou, depois que o governador Omar Aziz (PSD) comprovou, na manhã de ontem, 25 de janeiro, que o Governo do Amazonas está cumprindo com todas as etapas de construção dos portos no interior do Estado, cujas obras são produto de convênio com o Dnit, órgão do Ministério dos Transportes.
Em entrevista coletiva no Estaleiro Rio Negro (Erin), no bairro da Compensa II, Zona Oeste, Omar mostrou nove das 15 balsas que serão instaladas em municípios do interio, e assegurou que, até o fim deste ano, os portos serão entregues.
Diante da comprovação, a acusação mentirosa de Afonso Lins Jr. não se sustentou mais. Em nota, ele afirma que “em momento algum (...) acusou a existência de obras fantasmas” no atual Governo.
Quer dizer então que a “A Crítica” inventou tudo? Claro que não. A intenção de Afonso Lins Jr. era macular a administração estadual. Mas o tiro saiu pela culatra. Omar, que nada tem a temer nem a esconder, tratou logo de desmascará-lo.
Segundo uma fonte do BLOG DO ANTÔNIO ZACARIAS, Afonso Lins Jr. agiu sob as ordens do senador Alfredo Nascimento (PR), a quem deve o emprego que tem hoje. Foi Alfredo quem o nomeou chefe do Dnit no Amazonas quando era ministro dos Transportes. 
Alfredo Nascimento foi quem nomeou Afonso
Lins para o Dnit, quando era ministro dos Transportes
O que Alfredo pretendia com isso? Simplesmente quebrar o ritmo de trabalho do governador Omar Aziz. Atrapalhar sua administração. Tirar seu foco, ainda que por pouco tempo, das demandas sociais. Alfredo está se lixando para o povo do Amazonas. 
Para ele, não importa nenhum pouco se Omar Aziz está melhorando a qualidade de vida da população. Se pudesse, Alfredo não deixaria Omar fazer seque uma obra de caráter social. Alfredo não tem compromisso com o Amazonas e sua gente. Aliás, nunca teve. 
Se tivesse, não teria mandado Afonso Lins Jr. jogar sujo com Omar.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário